Impossível depender de uma WiFi fraca nos dias de hoje. As videoconferências ficaram mais constantes por causa da pandemia de Covid-19 e utilizamos ainda mais a internet em vários aparelhos. A boa notícia é que tem como melhorar o sinal da WiFi.

Existem ações que você pode começar a praticar no dia a dia. Elas vão ajudar a melhorar o sinal e evitar aqueles momentos de agonia quando a internet cai. Algumas dessas mudanças exigem apenas alterações na rotina, outras são um pouco mais complexas. Mas calma, vamos descomplicar tudo para você.

Tá interessado em melhorar o sinal da WiFi? Continua lendo esse texto e siga as dicas!

Leia mais: Planos Tim Internet Ilimitada para assistir às Lives do momento

Dicas para melhorar o sinal do WiFi

1. Coloque o roteador no melhor lugar possível

Se você tem dificuldades para usar a internet, talvez perto do modem não esteja no lugar ideal. As ondas da WiFi se expandem com mais força para baixo e para os lados, por isso é bem interessante colocar o aparelho em um ponto mais alto da casa. Por exemplo, se você mora numa casa com dois andares, o piso mais elevado é a melhor opção.

Já foi em alguma empresa e percebeu que os repetidores ficam perto do teto? Então, eles utilizam essa mesma lógica. Quanto mais pra cima, melhor.

Porém, antes de mudar o modem de lugar, observe em qual cômodo mais se usa a WiFi. O ideal é deixar o roteador no quarto mais frequentado, para facilitar o uso nos aparelhos. A sala de estar ou escritório são os mais comuns.

 2. Reinicie (ou desligue) o modem com frequência

É comum deixarmos o roteador ligado o dia todo, inclusive quando estamos dormindo. Essa prática faz o aparelho aquecer bastante, comprometendo a vida útil e a qualidade de conexão da WiFi.

Sendo assim, desligue o modem se ninguém estiver usando a internet. Se preferir, defina um momento do dia, onde poucos usam a web, para desligar o aparelho. Quando dormimos, ou saímos todos de casa, precisa de internet ligada? São essas situações que podem ser evitadas.

Desligando o modem, você melhora o funcionamento do aparelho e a transmissão do sinal de WiFi. E ainda economiza na conta de luz!

3. Atualize o aparelho

Relacionado ao item anterior, não esqueça de atualizar constantemente seu modem, para melhorar o desempenho da web. As provedoras de internet atualizam constantemente os produtos por meio de softwares, fazendo a performance do aparelho melhorar.

Porém, lembre de comprar novos modelos de roteadores, pois esses acessórios são frequentemente melhorados pelas fábricas. Caso tenha dúvida de como agir nessa situação, entre em contato com o suporte da sua internet e peça orientação. Eles vão saber indicar o melhor caminho e os produtos ideais para fazer a troca.

4. Melhore a segurança e altere senhas com frequência

Quem nunca usou a WiFi do vizinho, não é? Saiba que atitudes como essa prejudicam a qualidade da nossa internet. Quanto mais pessoas utilizam a rede, mais sobrecarregada ela fica. Isso afeta a qualidade da web e deixa tudo que acessamos mais lento.

Nesse caso, utilize o padrão WPA para aumentar a segurança, ao invés do WEP. Além disso, escolha uma senha de difícil acesso, misturando números, letras e sinais para dificultar a vida dos intrusos.

Outras dicas: altere a senha frequentemente e evite utilizar nomes que mostram de onde vem o sinal. Se seu sobrenome é Silva, não o coloque na sua WiFi. Assim, quem tentar utilizar terá mais problemas para descobrir o código de acesso.

5. Observe os aplicativos que consomem mais WiFi

Outra forma de melhorar o sinal da WiFi é reparar nos Apps que mais usam a internet. Um jogo online, por exemplo, utiliza uma enorme quantidade de internet, muito mais que outras atividades, como acessar um portal de notícias, por exemplo.

Assim, sua banda larga fica sobrecarregada se os usuários usam a web com softwares exigentes. Mas há uma maneira de controlar isso e melhorar a situação: a ferramenta QoS (Quality of Service).

Com ela, você consegue priorizar a transferência de dados. Ou seja, a partir do aplicativo você define quanto cada dispositivo vai usar de internet. Por exemplo: caso esteja vendo um filme na sua SmartTV, pode aumentar o volume de dados para o aparelho, evitando travamentos.

Além disso, com o QoS (disponível em muitos roteadores), o usuário consegue até mesmo bloquear um programa que utiliza muitos dados.

6. Tenha um repetidor de sinal

Locais muito grandes e com muitas paredes e portas tendem a prejudicar o sinal de WiFi. Dessa forma, se sua casa tem mais de um andar ou muitas divisões entre os cômodos, a internet pode diminuir sua potência e deixar suas atividades mais lentas.

Nesse caso, vale a pena pensar num repetidor de sinal. Esse aparelho aumenta o alcance da rede, ampliando a área atingida pelo modem. Uma dica é utilizar um roteador antigo como repetidor.

Lembre-se: os repetidores são conectados pelo cabo Ethernet, então talvez seja preciso conversar com seu provedor antes de instalar o aparelho.

7. Mude o canal de conexão

Essa dica é um pouco mais complexa e precisa do auxílio da sua operadora para ser feita. Os canais de conexão são variações de frequência ao longo da transmissão do sinal. Ou seja, um único canal pode ser utilizado por vários roteadores e isso pode prejudicar a qualidade da WiFi.

Assim, você pode mudar para um canal mais livre, com aplicativos como o WiFi Analyzer, disponível para Android. Porém, recomendamos conversar com a operadora antes, para evitar qualquer tipo de problema.

8. Altere a frequência

Os roteadores dual-band são capazes de operar em duas frequências: a de 2,4 GHz e de 5 GHz. Boa parte dos modens utilizam a primeira, mas a frequência de 5GHz tem espectro mais amplo e é mais indicada para quem assiste muitos filmes e joga online.

Assim, fazer a mudança de frequência pode deixar a rede mais constante. Para isso, porém, consulte os técnicos da sua operadora.

Outras práticas podem ajudar

As dicas anteriores são bem funcionais e podem resolver seu problema. Porém, é importante entender que se na sua casa moram muitas pessoas, a qualidade da banda larga pode sim ser afetada.

Por isso, preste atenção ao assinar com um provedor: sempre peça a melhor internet possível. A TIM tem muitas opções, vale a pena conferir.

Aliás, preste atenção se a velocidade do seu plano realmente condiz com a contratada pela sua operadora. Acontece de não estarmos usufruindo do pacote acordado com a fornecedora e isso não deveria acontecer. Apps como o SpeedTest são uma ótima opção para quem precisa tirar a dúvida.

Além disso, para melhorar ainda mais a performance da WiFi, evite ter espelhos perto do modem. Esses materiais acabam atrapalhando a propagação do sinal. Porém, se você quiser testar um truque super interessante, coloque uma folha de alumínio em volta da antena do roteador. Essa prática ajuda a refletir as ondas, direcionando e ampliando a cobertura do sinal.

Leia também: Como escolher a melhor internet banda larga para você?

E ai, entendeu como melhorar sua internet?

Como a gente comentou, algumas dicas são bem tranquilas e só demandam em mudanças na rotina. Uma delas, a de desligar a internet quando não estamos usando, até parece um absurdo. Mas não é! Atitudes como essa ajudam até mesmo a nos desligarmos um pouco da vida digital e nos concentrarmos em estudar, por exemplo.

Ainda assim, sabemos como a internet é vital, especialmente neste momento. Afinal, o home office está em alta e nunca estivemos tanto em casa, usando e abusando da rede. Por isso, seguir uma das orientações pode resolver seu problema.

Se você gostou do conteúdo, continue acessando o blog do Mais Tim. Aqui você encontra informações sobre telefonia, internet, tecnologia e, claro, tudo sobre os planos da TIM.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui