Os smartphones modernos contam com cada vez mais espaço para armazenamento interno. Contudo, a quantidade arquivos armazenados a cada dia vem aumentando, o que pode exigir a liberação desse para um melhor funcionamento do dispositivo. Nesse sentido, saber como passar aplicativos para o cartão de memória pode liberar uma memória valiosa no seu celular.

Isso é importante, pois o número de aplicações de que fazemos uso cresce constantemente. Só para se ter uma ideia do tamanho da oferta, são mais de 3,2 milhões de opções disponíveis na Play Store. Além disso, as imagens passaram a ocupar cada vez mais Gigas do armazenamento, visto que ganham cada vez maior resolução a cada evolução em seu conjunto de lentes fotográficas.

A sobrecarga de armazenamento pode levar o aparelho à lentidão ou ao travamento inesperado, inviabilizando seu uso, momentaneamente. Além disso, ela impede que novos salvamentos sejam feitos. Logo, pode ser que não seja mais possível instalar novas aplicações ou, inclusive, registrar novas imagens.

Saber como passar aplicativos para o cartão de memória é uma tática e tanto para garantir fôlego a seu smartphone. Contudo, vale notar que há modelos que não contam com gaveta para o cartão ou que contam com limitação uma limitação no tamanho dessa memória expansível. Explicamos tudo abaixo!

Leia mais: TIM internet residencial: qual o plano ideal para sua casa?

QUER REDES SOCIAIS LIBERADAS PARA SEU CELULAR? AQUI NA TIM TEM!

Como passar aplicativos para o cartão de memória

Nem só de memória de armazenamento interno vive um smartphone moderno. Apesar de haver relativamente muita memória nativa em muitos dispositivos presentes no mercado, muita gente deixar passar desapercebido o fato de que o cartão Micro SD pode multiplicar o espaço para o salvamento de arquivos. E, vale dizer, alguns modelos contam com muita capacidade.

O recente Samsung Galaxy S20, por exemplo, em todas as suas versões, aceita até 1 Tera extra (ou 1.000 Gigas) via cartão Micro SD. O superavançado RAZR, por outro lado, não tem gaveta para isso. E ambos contam com 128GB para armazenamento interno nas suas versões de entrada. Ou seja, você pode contar com 8x a sua memória somente no cartão ou pode não ter direito a esse avanço. Depende do modelo!

Dito isso, vale notar que esse volume excedente de espaço virtual pode aumentar a vida útil de quem pensa que seu smartphone esteja precisando de uma troca. Isso, pois transferir ficheiros não-essenciais para o cartão de memória pode facilitar o funcionamento do celular com eficiência. Em casos de celulares mais antigos, é bom passar para ele aquilo que não seja acessado com frequência.

E, como última observação, caso você esteja pensando em comprar um cartão de memória para seu celular, é bom ter em mente que a velocidade de transmissão dos arquivos nele presente pode variar. A classe do Micro SD indica sua taxa de transferência a partir de uma tabelam em Megas/seg. Ou seja, classes melhores garantem um manuseio mais acelerado dos ficheiros nele salvos.

Qualquer celular pode usar cartão Micro SD?

Infelizmente, a resposta é triplamente não! Vamos a elas:

  • iPhone não aceita cartão de memória

Sabidamente, nada mudou! A Apple, por tradição, não disponibiliza gavetas para cartão Micro SD a seus usuários. Porém, em compensação, seus telefones, superavançados que são, sempre chegam ao mercado com volumes de armazenamento interno bastante elevados. Nesse sentido, é possível contar com até 512GB de memória, mas tudo tem um preço! E o da marca é significativamente mais alto do que o da concorrência!

  • Modelos com slot híbrido

Uma inovação recente é a opção de slot híbrido em alguns modelos, sendo o Samsung Galaxy S20 um bom exemplo. Nele, o usuário pode inserir um cartão SIM Nano ou um cartão Micro SD. Porém, e aqui vem o empecilho, somente é possível usar o cartão de memória quando o chip é do tipo e-SIM, o recente “chip virtual” que vem sendo implementado.

galaxy s20 tem cartão de memória com slot híbrido

Assim, se você ainda faz uso de um chip normal, não poderá fazer uso do cartão de memória. E, a parte chata, é que nem todas as modalidades de contratação podem fazer uso do e-SIM em algumas operadoras (o que vem mudando gradativamente). Ou seja, toda a potencialidade da memória extra resulta inutilizada pelo cartão SIM, essencial para os serviços tradicionais de telefonia móvel.

  • Alguns modelos não têm gaveta para cartão de memória

Esse caso não é tão comum, mas acontece. O modelo dobrável e superavançado – objeto de desejo de muita gente: Hello, Moto! – Motorola RAZR não conta com bandeja para cartão de memória.

razr não tem cartão de memória

Trata-se de uma opção da fabricante à qual os clientes da marca devem se submeter.

Como passar aplicativos para o cartão de memória com a função nativa do Android

Para transferir suas aplicações para o cartão de memória, com ele instalado, faça o seguinte:

  1. Acesse as Configurações do seu aparelho;
  2. Vá até Aplicativos;
  3. Selecione o aplicativo a ser transferido e acesse a entrada Armazenamento;
  4. Depois, na etiqueta Armazenamento usado, clique em Alterar;
  5. Então, selecione Cartão SD;
  6. Por fim, clique em Mover e aguarde o processo ser concluído.

O procedimento precisa ser realizado em todos os aplicativos que você deseja passar para o cartão de memória.

Como passar aplicativos para o cartão de memória usando um software específico

Há softwares que centralizam as tarefas de transferência e facilitam a vida do usuário, mostrando aplicativos numa única interface, bastante simples, diga-se de passagem. Se esse for o seu caso, o AppMgr III (App 2 SD) trata-se de uma excelente opção.

Download: AppMgr III (App 2 SD)

Depois, o layout do aplicativo conta com três subdivisões. Na Movível, selecione os aplicativos que quer passar para o cartão de memória. Então, conceda as permissões que serão solicitadas (são algumas) e aguarde o processo ser concluído.

Na entrada Cartão SD você pode ver aquilo que está no seu cartão de memória, e em Só Interno você vê aquilo que não pode ser movido (são os processos operacionais do próprio sistema que o Android não permite deslocamento, tais como aqueles indispensáveis ao seu funcionamento independentemente da presença do Cartão SD).

Limitação do cartão de memória

Um fato que também deve ser observado é que existem certas limitações para o uso do cartão de memória. Nesse sentido, o usuário não pode sair comprando um cartão que tenha 1 Tera quando seu celular aceita somente 512 Gigas extras. Quer exemplos? O Samsung Galaxy M10, o A10 e o A50 esbarram nessa limitação. O LG K22 permite 128GB, enquanto o Moto G9 Play aceita 256GB.

Ou seja, vale a pena dar uma olhada naquilo que seu smartphone aceita para não fazer uma compra indevida.

Uma boa maneira de descobrir esse dado é olhar as especificações técnicas do seu celular na caixa ou em seus folhetos que o acompanham. Porém, há um site (neste link) que especifica praticamente todos os modelos disponíveis no mercado. Basta inserir o seu e olhar a informação na entrada Memória Expansível.

Leia mais: Como mudar o nome do Wifi? Descubra e confira dicas de segurança!

GARANTA AQUI SUA MELHOR OPÇÃO DE INTERNET MÓVEL

Se você gostou do nosso conteúdo, então acompanhe o Blog Mais TIM. Publicamos diariamente, pois você merece estar sempre bem-informado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui