Cada vez mais, tanto esferas públicas quanto particulares das nossas vidas migram para espaços digitais. Nesse movimento de modernização baseada em tecnologia, o campo profissional também encontra seu espaço na internet. Por isso, saber como usar o Linkedin, a maior rede profissional do mundo, pode fazer você se destacar na sua área de atuação.

A plataforma conta atualmente com mais de 600 milhões de membros, sendo que 46 milhões deles estão situados aqui no Brasil. Ou seja, há muito potencial disponível para o mercado brasileiro.

O Linkedin funciona como uma rede social baseada em interação tal qual o Facebook ou o Instagram, com usuários com perfis, publicações de imagens individuais, textos, ou publicações em grupos temáticos. A finalidade de toda essa interação, porém, é a de promover conexões relacionadas ao mercado de trabalho.

O que a diferencia, então, de outras plataformas tradicionais dedicadas ao lado profissional é que não se trata somente de uma divulgação dos currículos vitae ou Lattes. Recrutadores podem ver o perfil do usuário, literalmente, para ter uma noção de como é a pessoa. Ou seja, trata-se de um meio-termo entre uma rede social e uma plataforma profissional.

O impacto dessa interação pode ser tanto positivo quanto negativo para a sua carreira, a depender de como você se comporta publicamente. Assim como acontece com seleções de trabalho presenciais, é possível preparar o seu perfil para que ele esteja mais adequado com aquilo que o mercado espera de você. Como há muitas oportunidades circulando por lá, vale a pena preparar bem a sua primeira impressão.

Este texto leva 4 minutos para ser lido!
Uma boa leitura!

Leia mais: Você sabe o que é um infoproduto? Descubra e ganhe dinheiro na web!

📲A internet do seu celular acaba rápido?

Venha para a TIM e navegue à vontade!

QUER REDES SOCIAIS LIBERADAS PARA SEU CELULAR? AQUI NA TIM TEM!

O que é o Linkedin

O Linkedin é a maior plataforma de uso profissional que existe atualmente. Por lá, usuários individuais criam perfis profissionais com informações relacionadas à sua carreira enquanto empresas criam perfis empresariais com informações sobre o negócio. E, então, ambos encontram um espaço para estreitar uma relação dessa natureza.

Funcionando como uma rede social, conta com recursos bastante próximos das redes sociais mais tradicionais, tais como Instagram e Facebook. Assim, é possível fazer publicações com fotos, vídeos, além de haver grupos temáticos para que usuários com interesses similares possam compartilhar conteúdo relacionado ao tema.

Além disso, é possível estabelecer contato direto com outros participantes a partir do chat da plataforma. Essa ferramenta permite que você entre em contato com amigos ou colegas atuais ou antigos, além de fazê-lo diretamente com empresas. Mas, claro, toda a relação discutida na plataforma tem um “quê” de trabalho.

A importância do Linkedin na atualidade

Pode até parecer brincadeira, mas a plataforma é muito relevante para quem está no mercado de trabalho privado. Numa pesquisa realizada ainda em 2014 pela empresa de softwares Jobvite, 79% dos recrutadores já haviam contratado pela plataforma. O número contrastava, naquela época, com o segundo colocado, o Facebook, com “apenas” 26% de recrutadores já tendo contratado por lá.

O dado mais relevante é que 94% recrutadores buscam profissionais no Linkedin, o que mostra a alta taxa de conversão em contratação. Dito isso, fica fácil de entender o quanto é importante saber como usar o Linkedin atualmente, sobretudo se você estiver se inserindo, se recolocando ou retornando ao mercado de trabalho.

Como usar o Linkedin

O Linkedin pode ser usado de diversas maneiras, sendo que há vários aspectos a serem mantidos “bem”, assim como você o faz em outras redes sociais. E tudo começa pelo sua apresentação pessoal.

Primeiro, o usuário precisa criar um perfil inserindo suas principais informações profissionais. Para isso, use o espaço de resumo para criar um histórico que crie a sua primeira impressão para quem te encontrar na plataforma. Além disso, insira links para sites, blogs ou publicações que externas que contribuam para uma avaliação do seu perfil por terceiros.

Depois, você deve criar “conexões”, que é como são chamados os contatos. Então, comece encontrando quem você conhece diretamente e quem você gostaria de conhecer. Além disso, busque por empresas ou negócios em que você atua ou gostaria de atuar.

Com esse tipo de busca, você se mantém visto e, possivelmente, ativo no segmento de atuação profissional em que esteja inserido. Logo, poderá estar por dentro tanto de novidades sobre o próprio ramo quanto de oportunidades profissionais abertas nele.

Feito seu perfil e você apresentado ao mundo, leve em consideração alguns aspectos que devem ser mantidos com qualidade.

  • Seriedade no Linkedin

Lembre-se de que a principal função do Linkedin é a de estreitar laços de uma relação profissional. Por isso, mantenha seu perfil compatível com aquilo que o mercado de trabalho demanda.

Ou seja, faça publicações relevantes, mantenha suas informações profissionais atualizadas e trate o canal direto de conversas como se fosse um espaço profissional.

  • Networking

As redes de contato são uma parte importante quando falamos sobre como usar o Linkedin. Logo, manter sua rede de contatos aquecida pode ser uma maneira benéfica de estimular sua carreira.

Nesse sentido, encontrar tanto pessoas quanto grupos relacionados ao seu ramo de atuação pode te promover encontros que seriam mais difíceis fora da rede social.

  • Credibilidade profissional

Apesar de funcionar como uma rede social, existe um recurso interessante no Linkedin: você pode pedir a antigos colegas ou chefes recomendações numa entrada específica do seu perfil. Ou seja, quem visita a sua página pode ter a credibilidade sobre você fortalecida por conta de o que as pessoas dizem sobre você.

Como procurar emprego no Linkedin

Sim, além de estreitar laços com os contratantes diretamente (caso você ou eles tomem a iniciativa), você pode procurar um emprego no Linkedin. Para isso, existe uma aba chamada “Vagas”, na qual você pode encontrar as oportunidades disponíveis atualmente, divulgadas por recrutadores que buscam por profissionais na rede.

❌Chega de ficar sem internet!

Na TIM, você navega à vontade e dispõe de uma série de benefícios exclusivos.

Além disso, outra coisa que deve ser levada em consideração é a manutenção do seu perfil como visível, o que deve ser ajustado nas suas configurações. Ah, e você pode colocar palavras-chave relacionadas com a sua área de atuação diretamente no seu “profile”, o que faz com que você seja encontrado também por quem procura por um tema em particular.

Como ter sucesso ao usar o Linkedin

  1. Coloque foto no seu perfil
    Quer saber um dado interessante? Perfis com foto são catorze vezes mais vistos. Ou seja, esse pode ser um diferencial para que sua página seja encontrada numa pesquisa da sua área.
  2. Crie um bom resumo 
    A primeira impressão é a que fica, já diria o poeta. Por isso, seja objetivo e informe aquilo que é relevante para que a pessoa tenha interesse em continuar lendo o seu perfil depois da sua introdução.
  3. Preencha a maior quantidade de campos possível 
    Quanto maior for a quantidade de informações sobre você, maior a chance de um recrutador resolver por levar seu perfil em consideração. E, vale dizer, aspectos como voluntariados e filantrópicos também são levados em consideração atualmente, tendo um grande peso na decisão de quem busca por um profissional.
  4. Personalize sua URL 
    A personalização da URL faz com que você apareça antes na pesquisa orgânica do Google. Por isso, vale a pena investir nessa customização e ter maiores resultados quando procurado.
  5. Publique conteúdo relevante 
    Como o Linkedin funciona tal qual uma rede social, publicar conteúdo relevante pode promover uma maior atração pelo seu perfil. Porém, aqui há uma questão em jogo, que é o fato de textos autorais possivelmente serem mais eficazes.
    O espaço para compartilhamento tem no Brasil o segundo país com o recurso, lançado em 2015. E, assim como qualquer outra rede de conteúdo, qualquer um pode se tornar um influencer. Para isso, basta produzir com qualidade.

Sabendo como usar o Linkedin você tem sucesso

A principal rede social profissional do mundo, assim como qualquer outra, depende de conteúdo para promover engajamento. A diferença aqui é que ela pode influenciar positiva ou negativamente a sua carreira.

Por isso, se você está procurando por uma vaga no mercado de trabalho, está aí uma boa oportunidade para mostrar que você está disposto a dar o seu melhor.

Leia mais: Usar o WhatsApp para vender é solução para pequenos comerciantes

GARANTA AQUI SUA MELHOR OPÇÃO DE INTERNET MÓVEL

Se você gostou do nosso conteúdo, então acompanhe o Blog Mais TIM. Publicamos diariamente, pois você merece estar sempre bem-informado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui