Antes de contratar internet residencial, é preciso ter em mente alguns cuidados para investir em um serviço de qualidade e não ter dor de cabeça. Afinal, um dos maiores receios de quem assina esse serviço é ficar sem conexão por alguma falha ou então não ser bem atendido quando precisar.

Desse modo, é essencial conhecer pontos relevantes para não errar na contratação de um plano de internet residencial. Só assim você entra em contato com as operadoras preparado e com as informações na ponta da língua.

Nesse artigo vamos abordar sete tópicos cruciais que merecem ser pensados por você para contratar wifi de boa qualidade e ter como trabalhar, estudar e se entreter com a internet em casa. É uma boa oportunidade também para você conferir os planos exclusivos da TIM, o que você acha?

CONFIRA OS MELHORES PLANOS DA TIM COM OFERTAS PERFEITAS PARA VOCÊ

Leia também: Descubra aqui como pagar conta da TIM com o cartão de crédito

Por que contratar internet residencial

Muitos se perguntam o porquê de contratar internet residencial. Afinal, com as inúmeras ofertas de planos para celular com franquias 3G ou 4G, há quem pare para pensar na real necessidade de ter uma banda larga em casa.

Bom, isso consiste, de fato, em uma decisão particular, entretanto, deve-se dizer que há sim algumas vantagens em contratar internet wifi além do plano para smartphone.

A primeira delas é a segurança de ter uma boa internet não somente para usar nos dispositivos móveis, como também em computadores de todos os modelos. Ademais, trata-se de uma alternativa ótima para quem possui Smart TVs ou então se diverte com jogos online de videogame.

Contratar internet residencial vai facilitar o uso em todos esses aparelhos, muitas vezes, dependendo da velocidade comprada, ao mesmo tempo sem travar ou cair.

Outro fator é a necessidade de trabalhar ou estudar de casa. Em decorrência da pandemia do novo coronavírus, muitas famílias precisaram se adaptar com a rotina profissional, escolar e acadêmica em suas residências. Afinal, o distanciamento social se fez quase que obrigatório.

Desse modo, contratar internet wifi se tornou uma realidade para incontáveis brasileiros. Assim como os adultos se viram encarando home office, crianças e adolescentes aprenderam a estudar online. Ou seja, não há dúvidas que a internet residencial esteve no centro dos serviços essenciais do último ano.

Considere esses fatores antes de contratar internet

Se você já tem certeza de que precisa contratar internet residencial, pode ficar por dentro de informações que devem ser levadas em consideração. Não é recomendado fechar negócio sem estar preparado.

Para te ajudar nessa empreitada, selecionamos 7 dicas do que você precisa saber antes de contratar internet residencial.

1 – Quantas pessoas farão uso da internet

A primeira coisa a se fazer é ter uma noção de quantas pessoas farão uso da internet residencial que vai contratar.

Além das pessoas que moram de fato na casa, há visitantes diários? Pessoas que trabalham nela? Pense nisso e coloque no papel.

2 – Qual o perfil de consumo dos usuários

Logo após saber o número de usuários da futura internet, leve em consideração o perfil de consumo de cada pessoa incluída.

Por exemplo: você precisa da internet para e-mails, sites de pesquisa e editores de texto online, por exemplo; outra pessoa precisa para jogos de celular/tablet e estudar online; outra para ver vídeos e filmes na Smart TV e usar as redes sociais.

Bom, analise tudo para poder procurar uma velocidade de acesso compatível. Para você ter uma ideia, há algumas indicações nesse sentido:

  • 1 mega: supre as necessidades de uma só pessoa que não usa tanto a internet e precisa para acessar seus e-mails, entrar em portais de notícias ou navegar nas redes sociais;
  • 5 mega: pode atender até três pessoas, mas que não usam a internet concomitantemente e precisam para serviços básicos, como os citados anteriormente. Há como ver vídeos também, fazer downloads simples e ligar para pessoas pelas redes sociais;
  • 10 mega: bom para uma família que usa a internet para home office e estudo diário, bem como vive conectado nas redes sociais e em sites de reprodução de vídeo;
  • 20 mega: mais que suficiente para quem deseja acessar sites diversos com mais rapidez, assistir filmes longos, jogar online em várias plataformas, fazer ou assistir lives/reuniões;
  • 50 mega ou mais: para quem quer instantaneidade ao contratar internet para sua casa. Ou seja, famílias que utilizam muitos dispositivos conectados ao mesmo tempo e desejam fazer uploads pesados.

3 – Qual o seu orçamento

Diante dessa análise do perfil de consumo, é bom você também colocar na ponta do lápis qual é seu orçamento estimado para contratar internet. Isso vai ajudar na hora de pesquisar uma operadora, conhecer planos condizentes com seu poder de compra e também para negociar, claro.

4 – Qual o custo x benefício

Em qualquer compra ou contratação de serviço, considerar o custo x benefício pode ajudar você a conseguir boas condições, além de mais qualidade por um preço justo.

A melhor dica para encontrar um bom custo x benefício é pesquisar bastante antes de contratar a internet para sua casa.

Leia também: Conheça os melhores planos de internet residencial TIM

5 – Não confundir a velocidade com a franquia

Na hora de contratar internet, muita gente confunde a velocidade com a franquia oferecida pela operadora. Isso pode significar uma super dor de cabeça para trocar de plano posteriormente, caso você perceba que não é o que desejava.

A saber, quando falamos sobre velocidade, estamos nos referindo ao tempo que os dados chegarão para você por meio da internet, como a abertura de uma página da web, por exemplo. Assim como o tempo que os dados irão para um destinatário seu, como o envio de um vídeo pelo WhatsApp, por exemplo. Isto é, velocidade de download e upload.

Já a franquia está relacionada à quantidade de dados máxima liberada pela sua operadoras quando você contratar o plano de internet. Atualmente só algumas empresas atuam com franquias para internet residencial, então vale a pena tirar as suas dúvidas quando pesquisar a empresa para contratar.

6 – Contratar internet com a tecnologia certa

Hoje em dia as empresas brasileiras de telefonia e internet oferecem diversas opções de tecnologia para conferir sinal aos usuários. Se antigamente a única alternativa era a internet discada, ocupando a linha telefônica da casa enquanto era usada, agora há um leque maior.

A priori, podemos citar a tecnologia 4G, que não mais se limita ao uso em smartphones, podendo ser empregada na internet residencial. Um exemplo desse modelo é o plano TIM Live internet, ótimo para quem não deseja ou não pode ter cabeamento em casa.

Além dessa, há a internet cabeada, que pode ser tanto com cabo convencional quando com fibra óptica, que se trata de uma versão mais moderna. Portanto, antes de contratar wifi para sua casa ou seu apartamento, veja se tem a disponibilidade para cabear o local.

Muitas vezes a localização geográfica não permite inclusão de mais cabos e a própria operadora consegue visualizar isso pelo sistema. Há também condomínios que não permitem furos/mudanças na estrutura. Em outros casos, somente o técnico poderá avaliar a possibilidade.

Também existe a internet via rádio, menos utilizada hoje em dia, e via satélite, que costuma ser muito rápida, contudo, demanda um alto investimento.

7 – Veja se compensam os pacotes promocionais

Pacotes promocionais fazem parte do escopo de vendas de muitas operadoras, para não falar todas. Vale a pena conhecer esses planos, ver quais as vantagens, o que está incluso e o custo x benefício.

Em caso de contratar TIM Live internet, por exemplo, você receberá juntamente com o modem um chip com a franquia contratada. Os planos mais conhecidos são os de 80 GB e de 50 GB.

Em ambos os casos, a velocidade disponibilizada é de até 5 mega, o que pode suprir a necessidade de uma casa na qual mora até três pessoas que precisam trabalhar e estudar online, mas sem utilizar muitos aparelhos ao mesmo tempo.

Essa é uma opção de internet sem cabo, portanto, oferece a vantagem de não ter que fazer modificações na estrutura de sua casa. Conheça melhor esse plano clicando neste link.

E então, gostou do artigo? Considere esses pontos antes de contratar internet para sua casa e feche um bom negócio! Qualquer dúvida que tenha, deixe um recado. Se você gostou do nosso conteúdo, então acompanhe o blog Mais TIM.

ASSINE AGORA MESMO UM DOS PLANOS DA TIM FEITOS PARA VOCÊ

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui