Escolher a melhor internet banda larga pode até parecer uma tarefa simples, mas exige entendimento sobre alguns fatos relacionados às ofertas disponíveis. Como são muitas atualmente, é interessante saber interpretar as especificações técnicas de planos para que você busque diretamente por aquilo que necessita. E, vale dizer, a matemática envolvida pode proporcionar uma economia significativa quando bem feita.

Desde o começo da pandemia do coronavírus, cada vez mais proliferam planos de internet residencial com super ou ultravelocidades. Isso, pois o home office entrou definitivamente no roteiro profissional, fazendo com que as demandas de banda alcançassem patamares mais elevados.

Somado a isso, tem-se fato de que as aulas presenciais de toda e qualquer modalidade foram suspensas durante praticamente todo o 2020. Assim, também as aulas online passaram a ter seu espaço dentro de casa.

Todo esse conjunto de fatores fez com que famílias inteiras dependessem da internet banda larga para cumprir com suas obrigações. Além, é claro, dos momentos sociais, os quais migraram para espaços virtuais que também fazem uso da mesma rede ao final do expediente.

Para entender qual o tamanho da sua necessidade, então, é preciso levar em conta alguns aspectos. Primeiro, entender quais são as demandas dos aplicativos mais usados atualmente é indispensável. Streamings de vídeo e música, por exemplo, tais como Netflix ou Deezer, consomem uma quantidade significativa da banda.

Depois, considerar o número de usuários na rede também é preciso, para entender quantos Megas por segundo são necessários para dar conta da família ou da empresa. E, por fim, levar em conta aspectos como ping, sobretudo em casos de alta performance, tais qual o de gamers, faz com que a experiência seja mais satisfatória.

Este texto leva 4 minutos para ser lido!
Desejamos uma boa leitura!

Leia mais: Existe cartão de crédito da TIM? Entenda já como funciona!

QUER REDES SOCIAIS LIBERADAS PARA SEU CELULAR? AQUI NA TIM TEM!

Aspectos a considerar na internet banda larga

Para que você escolha a melhor internet banda larga para você e sua família, vale a pena entender um pouco quais são as especificações técnicas que realmente irão impactar na sua navegação dentre as descritas no plano. Por isso, é bom saber interpretá-las, inclusive nas letras miúdas, antes de eleger o seu!

1. A velocidade da internet

A velocidade oferecida no plano é descrita em unidade de Mega, a não ser que a sua região geográfica seja muito desprovida de serviços. Assim, quanto maior o valor, mais rápida será a sua navegação. E, vale notar, tanto na internet banda larga quanto na internet móvel do seu celular a mesma lógica deve ser seguida.

O valor anunciado em Mega (ou megabit) significa a quantidade de dados que você pode baixar em 1 segundo. Ou seja, numa internet de 1 Mega, você poderá acessar 1 Megabit em ficheiros a cada segundo (mas não é a medida em megabyte, com y, a qual representa o tamanho de tudo o que precisa ser aberto no seu dispositivo).

Vale observar, porém, que o megabyte é 8x maior do que o megabit. Logo, você não baixa um arquivo de 1MB (megabyte) em 1 segundo, mas em 8 segundos, ok?

Esse valor representa a velocidade de download, porém a velocidade da internet também está relacionada com um segundo valor, geralmente encoberto por informações mais atraentes, que é o valor de upload. Ou seja, quantos dados você pode enviar para a rede a cada segundo.

É importante observar esse dado, sobretudo se você trabalha “subindo” muitos arquivos constantemente. Geralmente, ele figura em metade do valor de download, por isso youtubers, streamers, ao viveiros (de ao vivo, meio horrível a expressão) e quem sobre arquivos muito volumosos, como editores de vídeos, devem se atentar a esse dado.

2. Franquia de dados

A internet banda larga também está sujeita à limitação de dados por meio de franquias, porém muita gente não sabe disso. E, vale dizer, é bom que você leia o regulamento da oferta para descobrir qual é a sua antes de finalizar a contratação do serviço.

Esse assunto é discutido desde 2016, porém não foi rechaçado pela Anatel. Assim, prestadoras de serviço tentam implementar o teto de dados como normal, porém estão sujeitas a algumas regrinhas para fazê-lo. Disponibilizar uma forma de acompanhar o consumo é uma delas, tal como uma plataforma ou um app dedicado.

Além disso, a internet não pode ser “cortada”, mas pode ser reduzida para a menor velocidade disponibilizada na região. Agora você sabe o porquê de sempre haver um plano de 1 ou 10 Mega, mesmo que o próximo seja já de 50 ou 100 Mega.

O que vale a pena ser notado é que algumas aplicações ou aparelhos consomem uma quantidade realmente significativa de dados. E, claro, todos os dispositivos vinculado à mesma rede devem entrar na matemática. Quer ver alguns exemplos bem objetivos?

Netflix 3 GB por hora de transmissão em HD
YouTube 3 GB por hora de transmissão em HD
Spotify 3,75 GB mensais para a média brasileira: 104min diários
PlayStation 4 ou XBox Jogos pesados pesam 50 GB com facilidade para baixar
e
Consomem facilmente mais de 1 GB por hora

Então, vale a pena que você se atente a esses detalhes para que não caia na roubada de contratar um serviço com muita velocidade, porém estar sujeito a ficar com uma internet bem menor em razão de consumir sua franquia bem antes do fim do período.

3. Ping: ideal para gamers na internet banda larga

Ping é basicamente o tempo de resposta que o servidor leva para trazer uma informação até o usuário. Por isso, essa especificação é importante para gamers, para que os comandos sejam efetivados com celeridade durante a jogatina.

Tradicionalmente, essa informação não conta nem mesmo em regulamentos, pois ela depende de diversos fatores, tais como a região e o clima, muitas vezes. Mas há formas de consegui-la, sobretudo em testadores de velocidade.

Há, também, planos de internet banda larga que são dedicados aos gamers, já trazendo essa latência reduzida. Se você é pro ou está se tornando um, essa modalidade otimiza bastante a experiência.

4. Cabeamento da internet banda larga

Você sabe que a maioria das ofertas de internet banda larga faz uso de cabeamento de fibra ótica, sim? Essa é a melhor opção, pois garante maior estabilidade à sua conexão.

Porém, aqui na TIM você também pode desfrutar da Ultrafibra, a qual leva essa fibra até o modem. Desse modo, você tem tráfego em uma autopista de dados até dentro da sua casa, com velocidades incríveis. Só pra se ter uma ideia, planos empresariais podem alcançar nada menos do que 2 Gigas de transmissão por segundo!

Planos de internet banda larga TIM

As ofertas do TIM Live Ultrafibra estão cada vez mais fazendo a cabeça dos usuários. Por isso, suas velocidades andam sendo cada vez mais atraentes para quem deseja ter muita navegação gastando pouco ao final do mês. Confira os planos disponíveis atualmente, em janeiro de 2021:

60 Mega internet banda larga

  • 60 Mega de download
  • 30 Mega de upload
  • De R$115 por R$ 92 mensais no débito automático
    • Taxa de habilitação: 12x de R$ 7

300 Mega pelo preço de 150

  • 300 Mega de download
  • 150 Mega de upload
  • R$ 125 mensais no débito automático
    • Taxa de habilitação: 12x de R$ 15

400 Mega pelo preço de 200 internet banda larga

  • 400 Mega de download
  • 200 Mega de upload
  • De R$ 150 por R$ 127,50 mensais no débito automático
    • Taxa de habilitação: 12x de R$ 15

Quer internet banda larga realmente potente?

Se você se interessou e deseja contar com uma internet banda larga realmente poderosa, então faça a sua contratação neste link! É rápido e fácil.

Leia mais: Usar o WhatsApp para vender é solução para pequenos comerciantes

GARANTA AQUI SUA MELHOR OPÇÃO DE INTERNET MÓVEL

Se você gostou do nosso conteúdo, então acompanhe o Blog Mais TIM. Publicamos diariamente, pois você merece estar sempre bem informado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui