Para trabalhar em casa ou usar a internet com mais qualidade, precisamos encontrar formas e contar com dispositivos que nos ajudem a ter uma boa conexãoPor isso, é tão importante saber como escolher o melhor cabo de rede, para ajudar na economia de tempo e tornar o dia a dia mais simples e dinâmico.

Os cabos de rede transmitem sinais elétricos em grandes distâncias e podem ser  classificados conforme a frequência máxima suportada por eles. 

Neste caso, contam com normas técnicas e características específicas, como a qualidade do material utilizado. 

Para contar com eficiência de rede, ter bons cabos de rede é fundamental. Os fabricantes devem seguir as normas e especificações para que respondam a altas frequências, sem contar com atenuação do sinal ou interferências eletromagnéticas.

Separamos diversas informações válidas na hora de escolher o melhor cabo de rede para usar em diferentes situações. Confira!

Leia mais: Internet por cabo ou Wifi? Qual a melhor opção?

Melhor cabo de rede: por onde começar?

O mercado conta com vários padrões de cabo de rede, um hardware utilizado para conectar diferentes dispositivos. E ao utilizar um cabo de rede é possível fazer a informação circular entre eles. 

Os cabos podem mudar conforme a taxa de transferência de dados suportada pelo material e a capacidade de manter a efetividade de transmissão na ocorrência de intercorrências. 

Por meio dos cabos, é possível compartilhar dispositivos como impressoras, ou conectar um computador à internet ou uma televisão à rede. 

📲A internet do seu celular acaba rápido?

Venha para a TIM e navegue à vontade!

Em resumo, é possível incluir notebooks, fotocopiadoras e até consoles em rede.

Motivos para usar um cabo de rede

Ao utilizar um cabo de rede, o usuário pode otimizar bastante sua produtividade. Por isso, fizemos uma lista com 3 motivos para você adotar esse hábito ao se conectar em casa ou no trabalho:

  1. Ganho de tempo de conexão;
  2. Diminuição no risco de interferências;
  3. Maior eficiência e aproveitamento dos equipamentos.

Tipos de cabo e suas especificações

Cabo de rede Cat5

O cabo padrão mais antigo entre cabos de rede, o Cat5, é muito utilizado em redes domésticas. A velocidade de transferência de dados abrange 10Mbps a 100Mbps. 

Porém, a utilização vem sendo substituída pelo padrão Cat5e, que suporta velocidades maiores demandadas pela evolução dos equipamentos.

Cabo de rede Cat5e

Como falamos, esse cabo é a versão melhorada do modelo Cat5, e surgiu para suportar velocidades de até 1.000 Mbps. 

Além disso, reduz a interferência da infraestrutura e minimiza a perda de sinal.

Dessa forma, é possível o uso de cabos mais longos, como algo por volta dos 100 metros permitidos, e é indicado para instalações domésticas e corporativas.

Cabo de rede Cat6

Para conexões mais parrudas, o Cat6 foi desenvolvido com um nível de interferência baixo, além de suportar velocidades de até 10 Gigabits e frequências de até 250 MHz.

Não é comum esse tipo de cabo ser utilizado em redes domésticas, já que dificilmente farão uso de todo o potencial apresentado. 

Por isso, a melhor aplicação deste modelo pode ser feita em locais onde a distância total de cobertura do cabeamento seja superior a 10 metros, com limite de 55 metros.

Blindagem do cabo de rede: o que é e porque considerar?

Além de avaliar previamente o ambiente para identificar possíveis fontes de interferência na transmissão de sinais, outro aspecto importante na hora de escolher o cabo de rede é a blindagem efetivada. 

Dessa forma, caso exista antenas de transmissão e redes elétricas próximas ao ambiente, por exemplo, os cabos com blindagem se tornam ideais nessas aplicações.

Os cabos sem blindagem costumam ser mais flexíveis, fáceis de crimpar – ou plugar – além de possuírem um valor mais em conta. Por isso são  populares no mercado. 

Existem vários modelos de cabo de rede, blindado e sem blindagem, com diferentes classificações quanto ao tipo de blindagem. Entenda a seguir:

UTP (Unshielded Twisted Pair) – cabos sem blindagem

A padronização técnica de confecção de cabos de rede mudou e trouxe um padrão para trançar os cabos, que antes não existia, já que a demanda de transmissão era apenas de sinais de voz.

Para potencializar a transmissão e inibir interferências, o cabo utiliza o sistema balanced pair. Basicamente, em cada par, é enviado o mesmo sinal, porém com a polaridade invertida. O cabo precisa atender a redes de até 10000 megabits.

FTP (Foiled Twisted Pair)

Cabos blindados com fina folha de aço ou de liga de alumínio, uma blindagem mais simples. São compostos por elementos que envolvem todos os pares do cabo, protegendo-os contra interferências externas.

STP (Shielded Twisted Pair)

O modelo de cabo STP utiliza uma blindagem individual para cada par de cabos. Dessa forma, reduz o crosstalk e melhora a tolerância do cabo com relação à distância. Além disso, esse tipo de cabo pode ser usado para crimpar cabos fora do padrão, com mais de 100 metros.

SFTP (Screened Foiled Twisted Pair)

Um cabo especialmente resistente a interferências externas, combina a blindagem individual para cada par de cabos com uma segunda blindagem externa, que envolve todas as tranças. 

Em resumo, os cabos SFTP são mais adequados a ambientes com grande incidência de distorção.

Ao optar pela utilização de cabos blindados, é importante aliar os conectores RJ-45 blindados. Esses são responsáveis por proteger a parte “sem trança” do cabo dentro do conector.

Cabo de rede de qualidade: como escolher

Na hora de escolher o cabo de rede, é importante considerar o contexto que o mesmo será utilizado. Ou seja, não adianta pegar o cabo pela superioridade do modelo, por exemplo. Já que são mais caros e difíceis de serem encontrados, quando não são utilizados adequadamente ao fim para o qual se destinam, não serão aproveitados nos padrões de rede seguintes. 

Como qualquer produto, é preciso considerar a necessidade existente e atrelar a escolha  com uma boa qualidade. O mesmo vale para sua escolha do melhor cabo de rede.

❌Chega de ficar sem internet!

Na TIM, você navega à vontade e dispõe de uma série de benefícios exclusivos.

Além disso, o mercado conta com cabos que atendem aos padrões especificados, como aqueles com performance comprometida, que possui seus componentes alterados pelo fabricante com o objetivo de reduzir seus custos – e acaba por alterar diretamente a qualidade do produto.

Sem contar com medidores específicos para entender a receptividade de frequência, é difícil identificar um cabo de má qualidade. Por isso, o usuário deve optar por cabos de de marcas confiáveis, produzidos por empresas com um bom histórico de fornecimento e reconhecimento em sua linha de produtos.

Modelos de cabo

Btuty Cat8

O cabo conta com uma taxa de transmissão alta, de 40 Gbps e com 2000 MHz de largura de banda, o que permite maior estabilidade ou velocidade de download. Não há risco de interferência externa com este modelo, por possuir uma camada dupla de blindagem.

O cabo também é coberto por uma jaqueta LSZH que, além de ser ecológica, conta com capacidade que retarda as chamas. 

Plus Cable Cat6 10 metros

Indicado para uso interno e para conectar Switches e roteadores, o cabo oferece uma ótima qualidade por um preço mais acessível. Já vem crimpado de forma praticamente industrial. Ou seja, você terá maior qualidade de desempenho com um dispositivo que é mais estruturado do que os seus concorrentes. 

Docooler Cat7

Apresentado em forma plana, ajuda no transporte e também permite uma economia de espaço. Além do design inovador, conta com alto desempenho e 600MHz de largura de banda. Ou seja, atende às demandas de uso mais comuns. Pode oferecer uma taxa de transmissão de até 10Gbps, o que te permitirá acessar a internet com tranquilidade e jogar sem interferências.

QUER REDES SOCIAIS LIVRES? CONHEÇA O TIM BLACK AQUI!

Se você gostou do nosso conteúdo, então acompanhe o Blog Mais TIM. Publicamos diariamente, pois você merece estar sempre bem-informado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui