Os aplicativos de música estão se tornando cada vez mais presentes em celulares brasileiros. Apaixonados por música, desfrutamos de um swing sempre que podemos, onde quer que estejamos. Não é à toa que já somos, por exemplo, o segundo maior mercado do Deezer, uma dessas referências no mundo nesse segmento. Por isso, escolher o melhor streaming de música para você pode não ser uma tarefa fácil, sobretudo em razão das diversas ofertas existentes, mas nós vamos ajudar.

Essa configuração de distribuição de música é surgida junto com a epifania da indústria  musical de que não iria conseguir concorrer com os diversos concorrentes “paralelos” que surgiram com a difusão tecnológica do século 21. Como o CD (e todos os seus coirmãos) entraram numa rota de descenso constante, restou arranjar uma alternativa para manter o mercado aquecido por vias legais, porque o download de músicas .mp3 pela internet acabou assumindo um papel de protagonista do segmento.

Assim, os serviços de streaming acabaram caindo no gosto da população em geral, tendo em vista que são relativamente baratos e, de quebra, permitem o acesso facilitado a basicamente tudo o que está circulando no mercado musical. Ademais, claro, não só no brasileiro, mas nas principais paradas (ou top hits) do cenário mundial. Esses serviços proporcionam acesso a basicamente tudo o que há e o que já houve em termos de gêneros ou artistas desde o início da rotina musical.

Pense assim: é como se você tivesse um Netflix musical à sua disposição, com milhões de faixas, artistas, podcasts, tudo pronto para ser consumido on demand. Ou seja, na hora em que você quiser, onde estiver, e por quanto tempo desejar.

Leia mais: Planos da Netflix: quais são e quanto custam?

📲A internet do seu celular acaba rápido?

Venha para a TIM e navegue à vontade!

QUER REDES SOCIAIS LIBERADAS? ENTÃO, CONFIRA AQUI OS PLANOS DA TIM!

O streaming de música: escolha o seu

Atualmente há vários serviços de streaming de música disposição. Há opções que são manjadas, tais quais Deezer ou Spotify, assim como há aquelas que são nostálgicas, como o Napster. Basta você escolher o seu.

1. Spotify

O Spotify é o primeiro da lista porque lidera todas as listas do segmento, qualquer que seja o ponto de partida. O catálogo é realmente grande e nunca vão faltar opções para o assinante. É claro, a opção gratuita conta com suas limitações, tais quais a impossibilidade de pular faixas e a presença de anúncios.

Sua versão gratuita não conta com limitação de tempo e o usuário pode desfrutar dele sempre que quiser. O catálogo conta com mais de 30 milhões de faixas e o serviço é multiplataforma. Ou seja, é possível inclusive coordenar aquilo que você ouve no som bluetooth, ligado ao celular, via PC. E alternar entre eles livremente.

O plano individual custa R$ 16,90,e o familiar, o mais completo, R$ 26,90, com até 6 contas. A qualidade fica em 320kbps, o que representa uma excelente qualidade sonora. Entre as diferenças em relação à concorrência, fica como ponto negativo a impossibilidade de enviar músicas para a plataforma, o que dificulta a vida de artistas novos.

2. Deezer

O Deezer é um streaming de música francês que conta com uma parceria exclusiva no Brasil com a operadora TIM. A partir dessa, assinantes de planos TIM Black contam com uma assinatura gratuita do plano individual. Com ela é possível ter acesso a mais de 56 milhões de faixas, entre músicas, programas e podcasts, o que representa um dos catálogos mais completos do segmento.

O serviço também é multiplataforma, podendo ser utilizado tanto em smartphones, PCs, notebooks ou televisões smart. Sua acessibilidade também é garantida no plano gratuito, sendo que não há limitação de tempo para usuários que não queiram assinar o serviço.

No plano Premium, porém, há algumas vantagens notórias. Entre elas, não há propagandas, é possível pular faixas sempre que quiser e é possível desfrutar de recomendações dadas pelo serviço, guiadas a partir do seu gosto musical. Além disso, também é possível fazer o download de músicas para criar playlists offline.

Os planos ficam entre R$ 16,90 e R$ 26,90, no mesmo formato do seu principal concorrente, mas o Deezer vai um pouco mais além. Há, também, um plano nominado Hi-Fi, o qual alcança incríveis 1.411kbps. A qualidade é de formato .FLAC, a mesma do CD, o que permite acesso a bandas muito mais abrangentes no espectro sonoro.

Nesse caso, o valor também fica em R$ 26,90, mas para uma única conta. É claro, a qualidade compensa.

3. Apple Music

A gigante da maçã não poderia ficar de fora de toda essa concorrência e seu streaming de música é um dos principais do país. O Apple Music conta com um catálogo imenso, à altura da concorrência, e se consolida como uma das grandes opções disponíveis no mercado.

O serviço também concorre na Play Store. Ou seja, usuários Android também podem fazer uso dele. E, claro, ele é multiplataforma, podendo ser acessado a partir de qualquer dispositivo.

A qualidade das faixas é limitada a 256kbps, mas isso não é uma desvantagem. Via de regra, essa está próxima do padrão de outros aplicativos. A vantagem que deve ser destacada é que ele suporta o envio de músicas, o que representa uma facilidade para quem deseja mostrar suas produções ao mundo.

Os planos custam entre US$ 4,99 e US$ 7,99, sendo este o valor para o plano familiar com seis contas. A parte chata é que o período de gratuidade de 90 dias precisa estar abrangido por uma forma de pagamento. Ou seja, é preciso adicionar um cartão de crédito para desfrutar desse período livre.

❌Chega de ficar sem internet!

Na TIM, você navega à vontade e dispõe de uma série de benefícios exclusivos.

4. Napster: streaming de música 

Já ouviu falar sobre o Napster? O serviços que agora assume a roupagem de streaming de música já vestiu a carapuça de fora da lei na virada do século. Antigamente, tratava-se de um dos principais difusores de músicas na internet, mas em tempos de ilegalidade. O compartilhamento tem na etiqueta uma de suas fundações.

Atualmente, ele já compete de igual para igual com seus concorrentes. São mais de 35 milhões de faixas entre músicas e programas e sua característica multiplataforma faz muita gente adotá-lo. O caráter nostálgico faz sua parte, mas há muitos novos fãs por conta da qualidade da prestação.

O Napster só conta com plano individual, o qual custa R$ 14,90 e a qualidade sonora é limitada a 192kbps. Dito isso, o contraponto fica por conta de ele permitir o acesso offline, o que é uma vantagem à altura da competição. Gostou? Muita gente também!

Leia mais: Internet de bairro: como funciona? É segura? Entenda aqui!

QUER MUITA INTERNET NO SEU CELULAR PAGANDO POUCO? AQUI NA TIM TEM!

Se você gostou do nosso conteúdo, então acompanhe o Blog Mais TIM. Publicamos diariamente, pois você merece estar sempre bem informado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui