Está procurando um tablet para criança? Nesse post, nós vamos ajudar com algumas indicações de modelos e, de quebra, dicas sobre segurança digital e estabelecimento dos limites que a criança deve ter com a tecnologia. Isso porque esse aparelho pode ser usado de maneira educativa, mas também, sem controle, pode ser prejudicial.

Já faz uma década desde que os dispositivos móveis ganharam mais um membro na família. Numa categoria intermediária entre notebook e celular, o tablet permite o uso de ferramentas tradicionalmente destinadas aos notebooks, porém garante uma mobilidade similar à dos celulares.

Em razão de suas particularidades, ele ganha cada vez mais espaço entre pequenos. Como a tela grande facilita o consumo de conteúdo audiovisual, sua popularidade nesse segmento é imbatível. Além disso, a tela maior do que a do celular também minimiza a chance de eventuais danos à visão.

Gostou do assunto? Confira mais detalhes!

QUER MUITA INTERNET NO SEU CELULAR? ENTÃO, CLIQUE AQUI!

Leia também: Qual o melhor tablet para jogos? Confira 7 modelos

Tablets se adaptaram a um novo público

Como o público infantil é tradicionalmente mais desastrado, o tablet para criança está sabidamente mais sujeito às quedas e aos tombos, como o celular. Pensando nisso, algumas fabricantes têm investido em apetrechos físicos de proteção. O da Galinha Pintadinha, da Multilaser, e o Sabichões, da DL, por exemplo, contam com verdadeiras “armaduras” de borracha de fábrica.

Algumas versões, por sua vez, contam com ferramentas extras para mobilidade. Esse é o caso do DL Futura Kids, o qual conta com uma alça na capa para que os pequenos tenham facilidade em carregá-lo casa afora.

Fabricantes como a Samsung, por outro lado, não se dedicam a criar um tablet para criança, mas alternativas dentro do próprio sistema operacional que ativam um Modo Infantil. Nesse caso, o Galaxy Tab A tem um ambiente digital de aprendizado e muita diversão com o Kids Mode, acessível com um clique.

Nesse último caso, a robustez do modelo sugere um tablet híbrido, que dá conta de mais de um público, podendo ser compartilhado.

O melhor tablet para criança

Não existe o melhor tablet para criança, e, salvo melhor juízo, nem mesmo foi feita uma comparação com base em métricas específicas. Ou seja, não é o mesmo que perguntar Qual o melhor modelo de celular?, pois as necessidades infantis são bastante diferentes das com que estamos acostumados.

Além disso, vale ressaltar, também, que a demanda por ferramentas digitais pode variar muito rápido nessa criança, pois, sabidamente, uma criança de 2 anos de idade precisa de muito menos especificações técnicas do que uma de 12.

Ainda assim, nossas recomendações não seguem exatamente uma lógica de idade, mas sugerem modelos para os mais infantes – que são os modelos mais legais – e para os menos, quando podem fazer uso de ferramentas que vão além, já começando a tocar naquilo de que um adulto faz uso.

Tablet Multilaser Galinha Pintadinha

A Galinha Pintadinha é um sucesso de arrastar fraldões por onde passa, então com o tablet para criança que leva sua marca não seria diferente.

tablet para criança galinha pintadinha

O modelo dispõe de 7 polegadas com 512 MB de memória RAM e 8 GB de armazenamento. Trata-se de especificações suficientes para que uma criança brinque com tranquilidade.

Com wallpapers exclusivos, jogos da Galinha e ícones do desenho infantil, é acompanhado de com 4 DVDs com mais de 50 desenhos musicais. Um prato cheio para aquela hipnose televisiva.

A alça do tipo maleta está presente numa das laterais superiores, o que facilita o transporte.

Tablet DL Sabichões

O tablet Sabichões é um dos que mais faz sucesso “entre os pais de crianças” que pesquisam antes de comprar. Isso, pois ele é muito citado em reviews que o indicam como um dispositivo com o selo de educativo.

tablet infantil sabichões

Com aplicativos e jogos destinados a mais do que entreter, todos desenvolvidos pela própria fabricante, conta com uma interface moderada por um sistema de controle parental. Além disso, sua capinha é de silicone, o que garante a proteção física do aparelho.

Uma ferramenta interessante desse modelo é que ele conta com uma espécie de alça que o permite ser apoiado em qualquer superfície. Ou seja, ele fica “em pé” na mesa, o que facilita muito o momento de “assistir a algo”.

O Sabichões conta com display de 7 polegadas e 1 GB de memória RAM, além de 8 GB de memória para armazenamento.

Tablet DL Futura Kids

Esse tablet conta com uma espécie de alça, estilo maleta, o que faz com que ele possa ser carregado com facilidade pra cima e pra baixo, porém ela é fixa. Além disso, também conta com a mesma característica educativa do Sabichões, com jogos e aplicativos de fábrica.

tablet para criança kids futura

Com as mesmas 7 polegadas de tela, e as mesmas especificações de memória, RAM de 1 GB e armazenamento de 8 GB, tem uma bateria que permite uso contínuo por até 3h.

E, para incrementá-lo ainda mais, é possível acessar a Google Play e buscar por aplicativos infantis.

Samsung Galaxy TAB A

Nessa lista, o Galaxy TAB A não é um tablet para criança, mas um que conta com uma versão alternativa dentro de si no sistema operacional, permitindo essa adaptação ao público infantil. Desse modo, trata-se de um modelo que pode transitar entre pessoas da família, cumprindo uma função social infantil e outra adulta.

tablet para criança tab a samsung

A versão infantil é oferecida pelo Kids Mode, o qual segundo a fabricante faz com que a experiência seja com personagens que vivem dentro do mundo virtual, e pelo ambiente virtual de aprendizagem. Assim, temos outro tablet educativo, mas que chega a públicos de maior idade.

Esse modelo também conta com Controle Parental, além de permitir o monitoramento do tempo de uso.

Maior do que seus concorrentes, o TAB A conta com 10.1 polegadas de display, 2 GB de RAM e 32 GB de armazenamento. Ou seja: ele é bem superior em termos de especificações técnicas nessa lista.

Em relação a suas desvantagens, o que se destaca é que ele não conta com as “armaduras” de borracha com que os modelos apresentados antes contam. Por isso, ele é potencialmente mais sujeito a danos físicos. Sobretudo se for destinado a serelepes.

Tablet turbinado para criança

Se você for investir em um tablet – ou se já tiver investido -, uma excelente alternativa é dar uma turbinada no aparelho. Pois, se for o caso, a TIM tem 2 excelentes opções:

TIM PlayKids

O serviço PlayKids é uma plataforma educativa destinada a desenvolver a imaginação, a cultura, a coordenação e a sociabilidade com atividades lúdicas, muita brincadeira, jogos e livros.

É interessante notar que o ambiente é multiplataforma, e pode ter diferentes perfis criados. Isto é, se você possui mais de um filho ou criança na família, uma única assinatura pode funcionar para eles.

Oh my Disney

O serviço Oh my Disney ajuda a dar aquela incrementada no aparelho com conteúdos relacionados a nada menos do que a marca infantil mais famosa da história. São games, conteúdos, contos e quizes diversos.

Nesse aplicativo, do mesmo modo que no PlayKids, não é necessária mais de uma assinatura por aparelho, sendo que basta logar com o seu número cadastrado em dispositivos variados. E, vale ressaltar, esse também é um serviço multiplataforma.

Tablet para criança demanda mais atenção

Nesse momento, de conectividade permanente, superexposição nas redes e facilidade de acesso a conteúdos impróprios para um determinado perfil, é de extrema importância que você mantenha alguns cuidados extras antes de submeter totalmente o aparelho à vontade dos pequenos.

Há cuidados que, inclusive, são demandados pela saúde, em razão de problemas de visão, distúrbios do sono e, em casos mais acentuados, dependência tecnológica com propensão inclusive à depressão.

Por isso, veja o que você deve fazer para manter a criança em um ambiente seguro, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBOP).

Orientações da SBOP

  1. Estabelecer regras e limites claros, que determinem o tempo de uso de acordo com a idade e o desenvolvimento da criança ou do adolescente;
  2. Evitar e, se necessário, proibir, a exposição passiva de conteúdos inapropriados para crianças abaixo de 2 anos de idade;
  3. Limitar o tempo de exposição em no máximo 1h por dia para usuários entre 2 e 5 anos;
  4. Crianças de até 10 anos não devem fazer uso de televisão ou computador
    em seus quartos;
  5. Adolescentes não devem ficar isolados nos seus quartos ou diminuir suas horas de sono saudável por causa da tecnologia;
  6.  Equilibrar as horas de jogos online com atividade física e contato com a natureza;
  7. Crianças menores de seis anos devem ser protegidas da violência virtual presente em filmes e jogos violentos;
  8. Orientar todas as crianças a nunca compartilhar senhas, fotos ou informações pessoais;
  9. Controlar a exposição por webcam para pessoas desconhecidas, a postagem ou o envio de fotos íntimas ou nudez;
  10. Monitorar redes sociais, sites e aplicativos acessados pelos filhos;
  11. Conversar sobre os perigos e riscos da internet ou encontros com pessoas desconhecidas;
  12. Usar antivírus, antispam, antimalware e softwares ou programas que têm filtros de segurança e monitoramento para palavras ou sites;
  13. Incentivar a ética e o respeito para que não seja praticado nenhum tipo de cyberbullying;
  14. Aproveitar, aos finais de semana, as oportunidades de permanecer sem o uso de tecnologia, brincando de maneira interativa e construindo uma relação de confiança.

Tablet para criança: já decidiu o melhor modelo?

Agora que você já pode escolher um tablet para criança tanto quanto pode incrementá-lo, está na hora de seu filho ganhar um?

CONHEÇA AQUI OS MELHORES PLANOS DA TIM

Se você gostou do nosso conteúdo, então acompanhe o Blog Mais TIM.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui