A pandemia do novo coronavírus impactou significativamente a vida dos brasileiros. Um dos aspectos mais prejudicados foi a saúde mental da população, a qual vem se mostrando cada vez mais debilitada desde o início da quarentena, ainda em meados de março. Como os atendimentos de saúde também tiveram a sua rotina afetada, a busca por terapeutas online só cresceu nesse período.

Esse modelo de assistência é autorizado pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP) desde 2018. Nesse sentido, o órgão sustenta que o serviço prestado é o mesmo, pois os profissionais devem seguir as mesmas linhas de cuidados no tratamento, segundo Ana Sandra Fernandes, psicóloga e presidente da instituição.

Para que essa finalidade seja atingida, os terapeutas online podem se valer de videochamadas, tais como por WhatsApp, Skype ou outras ferramentas de videoconferência, porém também o podem fazer inclusive por chamadas telefônicas. Um detalhe é que, enquanto durar a crise sanitária da Covid-19, o profissional nem mesmo precisa registrar no Conselho que essa é a modalidade pela qual irá atender.

A grande ressalva de profissionais da saúde mental é que a pessoa que já mantinha algum tratamento ativo presencial antes do início da pandemia continue com suas sessões, ainda que na modalidade virtual. Apesar do estranhamento inicial, ambos os participantes dessa interação podem se adaptar com facilidade.

Segundo especialistas, apesar de não ser a preferência, essa metodologia é melhor do que se o indivíduo ficasse sem orientação. Além disso, é importante poder contar com um bom plano de internet da TIM para não ter problemas de conexão na hora do atendimento. Leia mais!

Leia mais: Cuidar de plantas virou tratamento médico para auxiliar saúde mental

GARANTA AQUI SUA MELHOR OPÇÃO DE INTERNET MÓVEL

Terapeutas online: profissionais com novos consultórios

Preservar a saúde emocional tem sido uma constante desde que a quarentena do coronavírus começou. Isso acontece porque aparentemente os quadros de estresse, ansiedade e depressão estão sendo potencializados com o isolamento social. E, saiba, não são poucas as pessoas que se encontram nessa situação.

Segundo a plataforma Vittude, especializada em ofertar terapeutas online para a população de maneira fácil, nesse período o número de pessoas cadastradas saltou de 30.000 para mais de 100.000 ainda no primeiro mês da pandemia no Brasil. A principal clientela é de novos contratos corporativos fechados, mas isso ressalta o quanto as empresas estão preocupadas com a saúde psicológica de seus funcionários.

Entre as contas do empreendimento estão a rede farmacêutica Raia Drogasil, o Banco do Brasil, a empresa SAP e o Nubank. Com isso, o acesso aos canais de suporte da empresa alcançou mais de 400 solicitações diárias, quando o número anterior não passava de 120. Segundo Tatiana Pimenta, CEO e cofundadora da plataforma, os contratos não param de aumentar.

Somente por lá há mais de 5.000 psicólogos cadastrados. Porém, eles estão se multiplicando no ambiente virtual, criando um novo espaço de atendimento e ressignificando a noção de consultório habitual.

Esse movimento é impulsionado em razão de o Conselho Federal de Psicologia recomendar que todos os atendimentos fossem realizados online, como forma de combater a propagação do coronavírus pelas ruas brasileiras.

Leia também: Isolamento social mantém o mundo conectado na internet

Terapia online demanda cuidados tecnológicos extras

Os atendimentos realizados por terapeutas online durante o tempo de pandemia seguem a mesma lógica das consultas presenciais. Porém, ainda que as etapas sejam as mesmas, o que muda é a forma de fazer relacionada a elas, uma vez que desde o primeiro contato até a consulta em si se encontram agora em caminhos virtuais.

O processo de escolha de um profissional, o agendamento com ele e o atendimento acontecem todos pelas plataformas onde o serviço é ofertado. É claro, vale considerar que quem já contava com um profissional antes da pandemia somente migrou suas consultas para algum dos aplicativos de videoconferência.

Apesar de já estarmos habituados com a interação virtual, em larga medida por conta do isolamento, surgem preocupações com segurança digital dotadas de validade. A violação de uma reunião entre paciente e terapeuta online, por exemplo, parece uma ideia catastrófica para alguns indivíduos. Sobretudo, para aqueles que expõem conteúdos sensíveis de sua vida privada.

Por isso, muita gente fica temerosa quando essa migração acontece para aplicativos comuns de conversação. Quando a criptografia não é garantida pela plataforma em questão, sempre é presente a possibilidade de hackers invadirem desapercebida e inadvertidamente a conversa alheia. Veja-se a violação de segurança em que se envolveu a plataforma Zoom Hangouts, já contornada, vale dizer.

Então, o melhor que se pode fazer é contar com aplicativos que garantam alguma segurança na sua navegação, contar com uma internet de qualidade, e eleger plataformas para o atendimento que sejam sabidamente dotadas de criptografia.

As opções de terapeutas online se multiplicaram

Ainda que os terapeutas online sejam uma nova modalidade de atendimento para saúde mental, não faltam opções para quem procura esse tipo de serviço. Inúmeros psicólogos estão fazendo plantões virtuais para atender à alta demanda de pessoas que apresentam sintomas de ansiedade ou depressão em tempos de pandemia.

A principal razão para esse movimento são os dois extremos dessa relação. Primeiro, há pessoas entrando em um processo de histeria coletiva e que superestimam o real impacto do isolamento social. Por outro lado, há também aqueles que acreditam que o patógeno da Covid-19 seja uma mera fantasia ou minorizem sua dimensão, ainda que o mundo e a ciência para um entendimento em sentido contrário.

Assim, cabe aos profissionais de saúde mental equilibrarem essa balança, impactando o pensamento tanto de pessoas que apresentem efeitos psicossomáticos supervalorizados quanto de pessoas que cegam os seus olhos ao problema.

Outro exemplo interessante é o uso de inteligência artificial no primeiro atendimento. A Startup Hisnëk, por exemplo, conta com uma atendente virtual chamada IVI. Cabe a ela identificar problemas emocionais possíveis e realizar o encaminhamento para um atendimento especializado caso seu algoritmo avalie como necessário. O aplicativo está disponibilizado para uso gratuito durante a crise sanitária.

Internet é indispensável para consulta com terapeutas

Já imaginou ficar na mão no meio de uma consulta? Não dá, né? Então, a principal ferramenta com a qual você deve contar para manter uma sessão com terapeutas online é uma internet de qualidade. Por isso, você deve ter um plano de internet fixa e ilimitada, sobretudo em razão de as videoconferências demandarem uma alta banda de conexão.

Nesse sentido, vale a pena você conferir tudo aquilo que a TIM Live Internet pode oferecer. Com franquia ilimitada, você poderá fazer quantas sessões desejar sem se preocupar com consumo de dados. Além disso, poderá ter a maior velocidade de conexão existente no mercado caso opte pela TIM Live Ultrafibra, a qual pode entregar até 2GB por segundo.

No caso de você desejar ser atendido usando seu smartphone, o melhor que pode fazer é contratar um plano da etiqueta TIM Black. A modalidade pós-paga da TIM conta com franquias entre 15GB e 25GB além de inúmeros outros benefícios, os pais podem ser conferidas neste link.

Leia mais: Planos TIM internet ilimitada para assistir às lives do momento

Escolha um plano TIM pós aqui e tenha liberdade para fazer o que quiser!

Se você gostou do nosso conteúdo, então acompanhe o Blog Mais TIM. Publicamos diariamente, pois você merece Mais!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui